Astor

O Astor, com seu ar cosmopolita, se define como um bar boêmio. É uma boa descrição para uma casa que, desde 2001, atrai paulistanos e turistas em busca de seus pratos clássicos revisitados e, especialmente, sua coquetelaria, entre as melhores da cidade. De um tradicional negroni a inovações que, volta e meia, incorporam sabores bem brasileiros, o bar, sob a supervisão gastronômica do chef Marcelo Tanus, é um veterano do evento, participando de várias edições. Os visitantes podem esperar certamente por seus coquetéis executados com perícia e muito equilíbrio.